quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

FUTEBOLISTAS DE ALTA COMPETIÇÃO


Pois!

A vida está difícil para todos.

Quando era miudo e jogava futebol na minha rua,a coisa era difícil.

Tinha que aprender aquela dúzia e meia de regras do dogo;tinha que aprender a acertar com o pé na bola;nas jogadas de cabeça tinha que aprender o "tempo de salto".

Estes eram os princípios básicos da pré-primária.

Só depois de saber isto é que passava de classe e,eventualmente,poderia vestir a camisola da minha rua.

Agora,sem aprender o básico da pré-primária,qualquer "artista" aufere ordenado de doutor!

Profissão de desgaste rápido?!

Com aqueles ordenados?!

Ainda há pouco,um jovem pouco habituado a trabalhar,me dizia que não lhe convinha nada estar "no desemprego" porque assim não tinha direito a férias!!!

3 comentários:

Anónimo disse...

Afinal o Terramoto esteve para acontecer na Catedral(?).
Estas águias prometem.
Rocky

aminhapele disse...

A questão da reciclagem dos "artistas" é que deve ser complicada.
Comparando o que auferem,que hípóteses teriam:
Gestores públicos?
Traficantes de armas?
Narcotraficantes?
Putas de luxo?
Fabricantes de moeda falsa?
È difícil.
Se calhar o melhor era um castigozito de trabalho comunitário:
Durante 15 dias iam "fazer" os semáforos e punham os romenos a jogar futebol!

moitacarrasco disse...

Que feitio, amp!
"Tá" quase com' o VPV!
Rezingão que nem ele!

Bahhhhhhh!
Ordenados astronómicos!...
Que não sabem jogar!...
Buhhhhhhh!

Vá! Desça à terra.

"Atão" os rapazes não merecem?
Eles não se aplicam?
Eles não dão o litro?

Depois, se eles não ganhassem esses trocados, com' é que os outros da grande indústria se safavam?

Que maledicente!
Que feitio!...
Por esse andar, quando chegar a sexagenário vai ser um velho rabugento.

VÁ! CALMA!
mc

Arquivo do blogue